Assuma seus cachos!

Assuma seus cachos!

sexta-feira, 11 de abril de 2014

6- NEGROS, CABELOS E ANCESTRALIDADE

Olá!!! Como vai você?
Vamos conhecer um pouco da história da ancestralidade do cabelo afro e porque tem esta forma?
Como a mãe natureza é inteligente!


Por que os negros têm os cabelos mais encaracolados que os brancos?
Esse tipo de cabelo é uma característica de populações que, durante a evolução, habitavam regiões de clima quente. O cabelo bem crespo consegue manter uma camada de cerca de 5 centímetros de ar entre a cabeça e o ambiente, protegendo a pessoa do calor. Como isso é hereditário, mesmo migrando para regiões menos quentes, ainda por bastantes tempo os negros manterão essa tipo de cabelo.



A escritora Ayana D. Byrd e a jornalista Lori L.Tharps (2001) registram que no início do século XV, o cabelo funcionava como um condutor de mensagens na maioria das sociedades africanas ocidentais. Muitos integrantes dessas sociedades, incluindo os Wolof, Mende, Mandingo e Iorubás, foram escravizados e trazidos para o Novo Mundo.      Nessas culturas o cabelo era parte integrante de um complexo sistema de linguagem.    Desde o surgimento da civilização africana, o estilo do cabelo tem sido usado para indicar o estado civil, a origem geográfica, a idade, a religião, a identidade étnica, a riqueza e a posição social das pessoas. Em algumas culturas, o sobrenome de uma pessoa podia ser descoberto simplesmente pelo exame do cabelo, pois cada clã tinha o seu próprio e único estilo.
O significado social do cabelo era uma riqueza para o africano. Dessa forma, os aspectos estéticos assumiam um lugar de importância na vida cultural das diferentes etnias. Várias comunidades da África Ocidental admiravam a mulher de cabeça delicada com cabelos anelados e grossos. Esse padrão estético demonstrava força, poder de multiplicação, prosperidade e a possibilidade de parir crianças saudáveis.
Um estilo particular de cabelo poderia ser usado para  atrair a pessoa do sexo oposto ou como sinal de um ritual religioso. Na Nigéria, se uma mulher deixava o cabelo despenteado era sinal de que alguma coisa estava errada: a mulher estava de luto, deprimida ou suja. Para os Mende, um cabelo despenteado, desleixado ou sujo implicava que a mulher tinha “perdido” a moral ou era insana.
A força simbólica do cabelo para os africanos continua de maneira recriada e ressignificada entre nós, seus descendentes. Ela pode ser vista nas práticas cotidianas e nas intervenções estéticas desenvolvidas pelas cabeleireiras e cabeleireiros étnicos, pelas trançadeiras em domicílio, pela família negra que corta e penteia o cabelo da menina e do menino. Pode ser vista também nas tranças, nos dreads e penteados usados pela juventude negra e branca. Se no processo da escravidão o negro não encontrava no seu cotidiano um lugar, quer fosse público ou privado, para celebrar o cabelo como se fazia na África, no mundo contemporâneo alguns espaços foram construídos para atender a essa prática cultural. Os salões étnicos espalhados pelas mais diferentes cidades e estados brasileiros apresentam-se como um dos espaços em que essa celebração é possível. Será que ela também é possível na escola?
Assim, não é só por mera vaidade ou por não se sentirem satisfeitos com a sua aparência que os negros e as negras dão tanta atenção ao cabelo. Para o homem e a mulher negra, manipular o cabelo representa uma dentre as múltiplas formas de expressão da corporeidade e da cultura, as quais remetem a uma raiz ancestral. Nesse sentido, os penteados utilizados pelos negros da diáspora e suas técnicas complexas mantêm uma certa inspiração africana, mesmo que esta não esteja no plano da consciência. A presença da cultura negra no Brasil, na qual insiro os penteados e a manipulação do cabelo, pode ser vista dentro de um movimento de circularidade cultural. O fato de haver uma circulação desses elementos da África para o Novo Mundo, e dele retornando e influenciando,  inclusive, a moda e o estilo dos africanos contemporâneos, reforça a minha hipótese da profunda capacidade de enraizamento da matriz africana na construção da cultura negra em nosso país. Reitero que não há, no Brasil, nenhuma cópia ou reprodução literal da cultura de matriz africana, mas sua recriação a partir da construção histórica e social do negro da diáspora.
Encontramos no Brasil, a manipulação do cabelo através dos cortes, tranças, penteados e diferentes estilos, e que esta pode ser considerada um dos aspectos da cultura negra em nosso país.
Muito interessante, não é verdade?
E o nosso país é privilegiado porque as nossas negras e pardas são as mais lindas do mundo!
Um abraço forte.
Maísa

43 comentários:

  1. texto muito bom estou aprendendo a conhecer culturas e historias e etnias sobre cabelos e costumes muito bom estou amando tudo na tricoterapia que alem de tratamos o cabelos tambem aprendemos suas origuem.isa rakel-ma

    ResponderExcluir
  2. interesante mesmo é muito gratificante a prendermos sobre outras culturas, e sobre os costumes africanos, e que o brasil encontramos manipulação do cabelo através dos cortes, e tranças, e penteados diferentes e estilos e que esta pode ser considerada um dos aspecto da cultura negra em nosso pais, isso é maravilhoso eu fico encantada quando vejo uma mulata ou negra com aquelas trancinhas feita bem agarradinhas no couro cabeludo, tenho muita vontade de aprender fazer.!ROSILENE MIGUEL _MG

    ResponderExcluir
  3. O cabelo desde sempre funcionou como proteção da cabeça.É um forte indicador da origem de um povo, simboliza virilidade, sedução, vaidade, força física, poder aquisitivo... Realmente é muito interessante estudar a cultura negra e sua origem, estou fascinada.
    Idoraci - Maranhão

    ResponderExcluir
  4. Mistura de raça realmente é uma história e tanto, meus avós paternos, vovó Italiana e se casou com vovô negro do Sul, e materna, minha avó filha de Italiana e Espanhol, vovó tinha olhos verde e seus cabelos caheados, e meu avô, filho de Italiana tb com Indio, cabelos super lisos e pele linda, e mamãe cabelos normais e papis bem moreno, aí eu saí assim moreninha rs...cabelos crespos.
    Solange De Matteis/SP

    ResponderExcluir
  5. Os cabelos das brasileiras são os mais lindos do mundo. Minha mãe era negra, meu pai é branco dos olhos claros na minha família tem todos tipos de cabelos e cores.

    ResponderExcluir
  6. Fascinante, um misto de sonhos e realidades... Realidade que não muda, apesar das tentativas e frustrações de um mundo que a cada dia retorna as suas origens.

    ResponderExcluir

  7. O cuidado com o cabelo revela o estado de espírito,vai muito além da vaidade, revelando qualidades físicas e até morais das pessoas. O estudo da cultura negra é de suma importância para nós .

    ResponderExcluir
  8. É importante conhecer a história, que para se entenda certas posturas do negro em relação ao uso do cabelo, e a complexidade que isso envolve.
    E sim, os africanos tem histórias lindas!

    ResponderExcluir
  9. Muito boa a lectura,conhecer outras culturas,os cabelos simboliza,poder,sedução,personalidade. Adore o texto.Rocio Oviedo FRanco RS

    ResponderExcluir
  10. Esse texto nos traz informações valiosas da simbologia e importância dos cabelos em várias culturas. O cabelo dos brasileiros foi premiado com a influência de várias culturas através dos tempos, mas o afro deixou sua marca mais forte. Hoje o cabelo cacheado é um nicho importante na economia do País. Lídia Marques - São Luís/MA.

    ResponderExcluir
  11. e muito importante conhecer as nossa raízes e entender a nossa cultura e valorizarmos muito mais os nossos ancestrais

    ResponderExcluir
  12. O cabelo representa muito para a pessoa em si, e para quem está visualizando, pois transmite uma imagem daquilo que a pessoa é ou está vivendo ou passando.

    ResponderExcluir
  13. Calv Derme (Lúcia Mapa)26 de abril de 2014 20:59

    O CABELO ALÉM DE SER UMA PROTEÇÃO É TAMBÉM UM SÍMBOLO DE IMAGEM E ALTA ESTIMA . UMA PESQUISA REALIZADA NOS ESTADOS UNIDOS COMPROVOU QUE A MULHER SOFRE MAIS COM A PERDA DOS CABELO DO QUE A PERDA DE ENTE QUERIDO.

    ResponderExcluir
  14. claudemira do carmo27 de abril de 2014 21:12

    Que maravilha poder entender outras origens, gostei muito do texto.

    ResponderExcluir
  15. essa simbologia do cabelo,muito interessante,e a gente pode ver claramente,como o cabelo representa a personalidade , a alegria o bem estar ou nãoisso tudo se ve no cabelo ,intressante tbem como na epoca dos escravos os cabelos indicavam se uma pessoa era escrava ou não ,bastava ter os cabelos encaracolados e isso já fazia dele um escravo.

    ResponderExcluir
  16. Perfeito.. cada cultura mostram seus valores...

    ResponderExcluir
  17. È muito marcante a presensa africana nos dia de hoje, a qual é retratada através da cultura, estilo, penteados e outros.

    GENI MENDES

    ResponderExcluir
  18. História e conhecimento! Amo ser moreninha cor de jambo!!! Excelente texto.

    ResponderExcluir
  19. Eu sempre acreditei que havia um sentido para o cabelo crespo ter que ser bem "fechadinho" difícil até da água penetrar,mas nunca procurei uma explicação cientìfica ,interessantíssimo,já estou explicando para muitas pessoas e todas estão achando interessante essa explicação!

    ResponderExcluir
  20. É muito bom poder conhecer mais sobre a origem e a importância dos cabelos para os antigos. Os antigos são muito sábios e nós temos muito que aprender com suas histórias. De geração em geração os cabelos cacheados se passam e a sua história vai se perdendo pelo tempo, saber dessa cultura é muito gratificante.

    ResponderExcluir
  21. Muito bom conhecer um pouco da historia de nosso povo, poucos tem essa oportunidade.
    Arleane Sousa

    ResponderExcluir
  22. Muito informativo este texto. Acredito que o cabelo de cada pessoa fala muito mais do que palavras, revela traços da sua personalidade e origem.
    Denise Marinho-MG

    ResponderExcluir
  23. Na épocas antiga os cabelos era elementos místico e na atualidade os cabelos o mais precioso elemento decorativo do corpo humano.

    ResponderExcluir
  24. Eu sou negra e sinto muito orgulho da minha raça...........Raquel Alfenas

    ResponderExcluir
  25. É sempre bom conhecer a nossa historia nossa verdade.......Raquel Alfenas

    ResponderExcluir
  26. Mergulho na história e cultura! Muito interessante!

    ResponderExcluir
  27. Privilégio é aprender e nos amarmos com nossas diferenças.

    ResponderExcluir
  28. Texto mito rico em delates sobre historia de um povo ..........Raquel Silva Alfenas

    ResponderExcluir
  29. Mais uma vez a natureza demonstrando a sua Sabedoria. E os cabelos sendo símbolo cultural e social!!!
    Ana Cristina C. Reis/RJ

    ResponderExcluir
  30. Verdade. Como a Mãe Natureza é inteligente!! Rica em detalhes. Adriana Assis

    ResponderExcluir
  31. Com certeza. Os diversos salões de beleza espalhados pelo Brasil resgatam a moral, a cultura e, acima de tudo, resgatam a auto estima das mulheres brasileiras.

    ResponderExcluir
  32. Gostei muito do texto, muito bom aprendi muito com ele

    ResponderExcluir
  33. Muito interessante a história do cabelo afro.

    ResponderExcluir
  34. os cabelos falam muito sobre nossa personalidade e etnia..

    ResponderExcluir
  35. Essas misturas são fascinantes! Só lendo e aprendendo um pouco mais...
    Alessandra Domingues - Praia Grande, SP

    ResponderExcluir
  36. Uma aula rica de informações valiosas para profissionais da Tricoterapia Capilar. Conhecer a história do cabelo afro, suas características, evolução, origens geográficas, etc são imformações valiosas para a prática nas terapias capilares. O cabelo afro representa por linguagem as suas origens, religião e identidade. A influencia dessa cultura no povo brasileiro e a reconstruão história do cabelo afro no nosso país vem avançando em todas as áreas. Essa é uma tendencia do mundo moderno em que as etnias estão sendo valorizadas, respeitadas e ganhando espaço em todo o mundo.
    Vitória- ES

    ResponderExcluir
  37. Miriam Eduardo Araruama RJ
    O Sr. cabelo é também um simbolo de cultura e historia.
    Que revela a personalidades da pessoa.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Interessante que o cabelo permanece como comunicador de expressão visual, estilo e comportamento nos dias contemporâneos.

    Mirela Pereira
    Especialista em Cachos - MG

    ResponderExcluir
  40. Aprender a nós amarmos com todas as diferenças é surpreendente, ser você é se respeitar acima de tudo. Ana Paula/MG

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu valioso comentário.