Assuma seus cachos!

Assuma seus cachos!

sexta-feira, 11 de abril de 2014

5- VAMOS ENTENDER UM POUCO MAIS SOBRE OS CABELOS DOS BRASILEIROS?




A população brasileira é formada principalmente por descendentes de povos indígenas, colonos portugueses, escravos africanos e diversos grupos de imigrantes que se estabeleceram no Brasil, sobretudo entre 1820 e 1970. A maior parte dos imigrantes era de italianos e portugueses, mas houve significante presença de alemães, espanhóis, japoneses sírio-libaneses,11 poloneses e ucranianos.

Ressalta-se também que uma pesquisa genética realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais apontou que em torno de 19% dos brasileiros brancos naturais da região nordeste são descendentes de holandeses,12 este percentual é muito maior no chamado nordeste setentrional, principal área de atuação dos cerca de oitenta mil holandeses que se estabeleceram na região por mais de duas décadas durante século XVII,13.


Nossos cabelos tem suas origens nos mais variados pontos de nosso globo.
Os pontos principais de coleta de cabelos, são por ordem crescente Asia, Brasil e Europa.
Cabelo Brasileiro - cabelos com origem brasileira. O cabelo brasileiro, é muito apreciado, por sua textura pela sua exoticidade, neste tipo de cabelo, se enquadaram varias especies, o liso, ondulado, o cacheado, preto, castanho e loiro, com fios grossos, medios e finos, tudo isto devido a miscegenaçaão de raças, existente no Brasil..
 Mas o que mais define o cabelo brasileiro, é ser um tipo de cabelo que nem é grosso, como o cabelo oriental, e nem é fino como o cabelo europeu do leste, mas fica nesse intervalo, sendo um cabelo encorpado, forte, lisos, levemente cacheados, ou muito cacheados.
 É um cabelo que se modela a quase todos os tipos de rostos. 


Levar em conta a carga genética e os fatores internos e externos dos cabelos é imprescindível para definir a coloração, o corte e o estilo de penteado que serão realizados nos fios
Cada indivíduo traz consigo um código genético que é herdado de seus antecessores. Assim, os cabelos traduzem a sua herança na forma, cor, espessura, resistência, elasticidade, brilho, resposta ao meio ambiente e aos tratamentos químicos.
Cada cabeleira se torna única, independentemente de sua etnia, por fatores internos e externos. Os primeiros podem ser caracterizados por hormônios sexuais, tipo de dieta, estresse e uso de medicamentos por tempo prolongado. Já os outros, por hábitos pessoais (usar secador e prancha de forma intensiva e sem proteção, dormir com os fios molhados), cosméticos usados no cuidado diário, produtos químicos de transformação (coloração, descoloração e relaxamento), grau de exposição ao sol e ao vento etc.
Mas, em geral, há algumas características e “comportamentos” que são comuns a um grupo de indivíduos. Essas características dão uma maior chance de prever o resultado de tratamentos químicos, assim como o tipo de corte e o estilo do penteado que valorize os traços naturais e os melhores produtos para o cuidado diário. No entanto, se a ação dos fatores internos e externos que se sobrepõem ao fator genético não for diagnosticada, com certeza os fios não vão responder positivamente.
A estrutura do cabelo é a mesma para todas as etnias, sendo composta por cutícula, córtex e medula. Mas o que determina a forma dos fios são os folículos capilares, minúsculas bolsas que variam em formato, tamanho e espessura, determinando a forma e a espessura dos fios. Ao se cortar um folículo transversalmente, pode-se observar que:
• os redondos dão origem a madeixas lisas;
• os ovais dão origem a cabelos ondulados;
• os espiralados originam fios cacheados.

As diferenças estão:
• no número de camadas, organização e alinhamento das cutículas, que conferem o grau de impermeabilidade e brilho;
• no modo como as fibras de queratina estão dispostas na região cortical, mais alinhadas ou contorcidas;
• no tipo e na concentração da melanina, ou mesmo na ausência total de pigmento;
• na existência de forma contínua ou intermitente da medula, característica dos fios mais finos,
• no folículo, que vai determinar espessura e formato dos cabelos;
• na facilidade ou não de deslizamento da oleosidade produzida pela glândula sebácea, o que determina o grau de fragilidade, aspereza, brilho, maleabilidade, elasticidade e sedosidade;
• na proporção de aminoácidos cistina, que determinam o número de pontes dissulfeto, responsáveis por fios mais rígidos e menos elásticos;
• na constituição do cimento intercelular, que pode ser mais rico, ou não, em determinadas substâncias emolientes naturais responsáveis pela maciez e sedosidade natural, ou pelo aspecto ressecado, áspero e arrepiado.

Três grandes grupos podem ser identificados na raça humana:
1. Asiático: o folículo das pessoas desse grupo é reto e perpendicular ao couro cabeludo. A velocidade de crescimento dos fios é a maior entre os três grupos, porém o número de folículos por couro cabeludo é o menos denso.
2. Africano: é menos denso que os asiáticos e os fios crescem mais lentamente que os dos outros tipos. O folículo se posiciona paralelamente ao couro cabeludo e é oval e achatado, muito fino e curvo, podendo ser todo contorcido. Os africanos produzem mais oleosidade que os caucasianos e asiáticos, e o sebo fica retido próximo à raiz por não conseguir deslizar até as pontas. Sem lubrificação, os fios ficam secos e quebradiços, e a tendência é que permaneçam curtos.

3. Caucasiano: possui variedade de forma, cor e espessura. O folículo se dispõe obliquamente ao couro cabeludo e sua forma varia entre lisa, cacheada e ondulada. Possui uma velocidade de crescimento intermediária entre os asiáticos e os africanos. As pessoas ruivas possuem uma menor densidade capilar, enquanto as loiras apresentam maior número de folículos, resultando numa cabeleira mais densa, porém mais fina.

4. Um quarto grande grupo deve ser destacado: o brasileiro, composto por pessoas que trazem em sua herança genética a diversidade. Avô índio, bisavó negra, pai japonês, mãe alemã... São raras as famílias que não têm histórias para contar sobre suas origens. Portanto, não se pode olhar rapidamente uma cabeleira e decidir seu destino.

Eu fico muito emocionada e feliz quando leio este texto e percebo que nossos cachos são diferentes e especiais.
Hoje fico por aqui, um grande abraço.
Maísa

48 comentários:

  1. minha mae e de origem indigina e meu pai de origem portuguesa.minha mae o cabelo dela e liso na raiz e anelado edo pai efino e cacheado.isa rakel-ma

    ResponderExcluir
  2. maravilha esse texto ele nos mostra as diferenças e origens diferentes, o meu avô e minha vó são de origem indigina, e minha mãe tem cabelos anelados eu fico feliz de saber que nossos cachos são diferentes e especiais.! ROSILENE MIGUEL _MG

    ResponderExcluir
  3. O meu grupo é o brasileiro a mistura de raças, mas o que interessa mesmo é estudarmos e entender os diferentes cabelos brasileiros, para saber como cuidar, tratar, curar e conscientizar.
    Idoraci - Maranhão

    ResponderExcluir
  4. Engraçado então o meu é uma mistura de africano com caucasiano,tenho bastante folículos,os fios tem espessura média e cheio de cachinhos...minha cabeleira é única!Como todos nós brasileiros...

    ResponderExcluir
  5. Claudia Zeni de Montes Claros /Mg
    Conhecia as classificações dos cabelos e suas origens étnicas, mais este grupo diferenciado da qual nós brasileiras fazemos parte não! E é muito interessante observar que desta miscigenação toda surge este produto final maravilhoso que são nossos cabelos cacheados e suas diferentes formas ... mais todos com graça e beleza! Sabendo que pra sua melhor apresentação precisamos cuidar da saúde nossa como um todo e observar os fatores externos que prejudicam que assim sejam.

    ResponderExcluir
  6. É fascinante conhecer estas diferenças,estas misturas e saber que nós brasileiros somos o resultado da união de vários povos.

    ResponderExcluir
  7. Sim, todos somos especiais, únicos! Isso é lindo!

    ResponderExcluir
  8. Minha maé é de origen India e minho paé de origen Espanhol,e minha filha tem os mesmos cachos de minha maé. Muito interesante el texto conhecer as misturas de raças. Rocio Oviedo Franco. RS

    ResponderExcluir
  9. Excelente aula de Tricologia. Os brasileiros ganham uma característica própria. E atenção para os fatores ambientais, principalmente nos dias ensolarados, nos ambientes poluídos e excessos na praia e piscina. Lídia Marques / São Luís-Ma.

    ResponderExcluir
  10. essa mistura é única e cada cabelo é único e deve ser tratado com amor,carinho e respeito.

    ResponderExcluir
  11. a minha origem tem uma miscigenação bem razoável

    ResponderExcluir
  12. Eu parei e fiquei pensando como entender a grandeza de Deus, pois durante uma gestação, são milhões de células que trabalham em conjunto para codificar a personalidade, as características físicas de cada um e mesmo sendo gêmeos nascem cada um com suas diferenças, isto é maravilhoso, somo de verdade uma obra prima de Deus.

    ResponderExcluir
  13. São muitos cachos mas realmente cada um tem o seu projeto desenvolvido por Deus , somos diferentes.

    ResponderExcluir
  14. Calv Derme (Lúcia Mapa)26 de abril de 2014 20:52

    ENGRAÇADO SÓ HOJE ME DEI CONTA QUE MEU PAI SEMPRE TEVE OS CABELOS LISOE O DA MINHA MÃE É ANELADO

    ResponderExcluir
  15. claudemira do carmo27 de abril de 2014 21:02

    Legal conhecer as origens de cada um. Somos um ser especial. cada um com suas características.

    ResponderExcluir
  16. é muito interessante essa visão dessa mistura de raças ,pois numa me4sma familia os cabelos ão diferentes ,determinados poor uma carga genética bem peculiar

    ResponderExcluir
  17. Realmente e muito diferente cada etnia,e isso é a grandeza ser diferente.
    GENI MENDES

    ResponderExcluir
  18. ENGRAÇADO E QUE VOCÊ PODE TER ESSA MISTURA DE CABELOS EM UM ÚNICO COURO CABELUDO. O CABELO PODE SER LISO; MAS TER ALGUNS FIOS ENCARACOLADO,MAIS GROSSO MAIS FINO.

    ResponderExcluir
  19. Somos misturas de raças, por isso essa nossa diversidade LINDA de brasileiros!!! Liso, anelado, cacheado, grosso, fino... Amem-se!!!

    ResponderExcluir
  20. Somos mistura de raças, por isso essa nossa diversidade LINDA! Cacheado, liso, anelado, crespo... Ame-o!

    ResponderExcluir
  21. É muito bom se diferente, eu gosto. Pessoas diferentes se destacam na multidão. São vistas e apreciadas. As pessoas iguais ficam ali perdidas sem serem notadas. O brasileiro é diferente. Os nossos cabelos também. São lindos. Cachos de todas as formas. Cada pessoa tem uma misturinha especial genetica que lhes da cabelos lindos e abençoados por Deus.
    Raiane Ferreira - MG

    ResponderExcluir
  22. Interessante este texto mais ainda é poder conhecer as várias formas que tem os tipos de cabelos.
    Arleane
    Barra do Corda-Ma

    ResponderExcluir
  23. Esta miscigenação entre as raças constituiu o povo brasileiro, cacheados, liso e crespos cada um com seu estilo.
    Denise Marinho-MG

    ResponderExcluir
  24. Muito bom nossa misturas, bem brasileiro, todos juntos e misturados

    ResponderExcluir
  25. Nossas raças nossas diferenças e cada um com seu estilo próprio .

    ResponderExcluir
  26. Eu sou a mistura de muito amor de Deus,e de paciência e amor dos meus pais a raça esta é bem misturada kkkk e deu certo ........Raquel Alfenas

    ResponderExcluir
  27. Saber quem somos é muito importante,..........Raquel Alfenas

    ResponderExcluir
  28. Percebo q continuar estudando os cabelos vão me levar a gerar conceitos firmes e não deixar mais a discriminação fazer parte do meu dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  29. Muito bom conhecer as diferenças dos cabelos brasileiros para entendermos melhor como devemos cuidá-los.

    ResponderExcluir
  30. O bom é sermos diferente, cada um com seu estilo, e isso nos faz sermos belos.

    ResponderExcluir
  31. Somos todo uma mistura bacana Raquel Silva Alfenas

    ResponderExcluir
  32. Diversidade!!! Define as madeixas e o povo brasileiro!!!
    Ana Cristina C. Reis/RJ

    ResponderExcluir
  33. Texto sensacional. Dentre outras coisas mostra a importancia dos profissionais do cabelo (tricoterapeutas, cabeleireiros, esteticistas, tricologos, dermatologistas, etc) terem conhecimento em antropologia, psicologia, fisica, quimica e biologia. Não se pode trabalhar com cabelo sem conhecê-lo e se pode conhecer o cabelo sem essas cinco ciências.
    Walace Nascimento

    ResponderExcluir
  34. É muito lindo essa miscigenação de raças existente no Brasil. Me orgulho de ser brasileira e de ser cacheada. Adriana assis

    ResponderExcluir
  35. Realmente muito bom.

    ResponderExcluir
  36. Eita mistura de raça, isso e desafio para nos saber cuidar de cabelos de várias formas.

    ResponderExcluir
  37. Sim, somos uma mistura de etnias, por isso temos vários tipos de cabeleira.

    ResponderExcluir
  38. meu pai é filho de indios e minha mãe era branca. então minha cabeleira sofreu varias influencias em etnias rsrs muito bom!!

    ResponderExcluir
  39. Que legal conhecer um pouco sobre a nossa cultura. Viva a miscegenação de raças. Somos todos lindos!
    Alessandra Domingues - Praia Grande, SP

    ResponderExcluir
  40. Aula excelente!Destaco alguns pontos importantes: Que a estrutura do cabelo é a mesma para todas as etnias:1. Asiático: 2. Africano: 3.Caucasiano: 4. o brasileiro, composto por pessoas que trazem em sua herança genética a diversidade. Por isso, o cabelo brasileiro, é encorpado, forte, lisos, levemente cacheados, ou muito cacheados. Cada cabeleira se torna única por fatores internos :hormônios sexuais, tipo de dieta, estresse e uso de medicamentos por tempo prolongado e Fatores externos: hábitos pessoais (usar secador e prancha de forma intensiva e sem proteção, dormir com os fios molhados), cosméticos usados no cuidado diário, produtos químicos de transformação (coloração, descoloração e relaxamento), grau de exposição ao sol e ao vento etc. E o que determina a forma dos fios são os folículos capilares, minúsculas bolsas que variam em formato, tamanho e espessura, determinando a forma e a espessura dos fios. Os fios redondos dão origem a madeixas lisas; os ovais dão origem a cabelos ondulados;os espiralados originam fios cacheados.
    Vitoria - ESA

    ResponderExcluir
  41. Miriam Eduardo Araruama RJ
    Interessantes as misturas de raças.
    Meus avos eram índio. meu pai negro e minha mãe branca.
    Meu cabelo misto.

    ResponderExcluir
  42. "O Brasil é o país das diversidades aonde podemos estar em cidades brasileiras com costumes, cultura, folclore, hábitos, gastronomia e dialeto peculiar, de fato é encantador nossa miscigenação.

    Mirela Pereira
    Especialista em Cachos- MG

    ResponderExcluir
  43. Muito interessante sabermos que somos diferentes um do outro, possuímos características distintas um do outro. Deus e sua perfeição! Como é importantes nos respeitamos, nos amarmos.

    Ana Paula /MG

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu valioso comentário.